Squads de projetos: o que são? Quais os benefícios?

Dentre tantas metodologias de organização de equipes, a técnica SQUAD (“esquadrão”, no português), mais conhecida no Brasil como squads de projetos, é sem dúvida uma das mais recentes e que conquistou empresas ao redor do mundo com a efetividade versátil com a qual a organização de funcionários e equipes é feita.

O âmago metodológico dos squads de projetos é justamente a valorização de cada contribuinte como sendo uma peça-chave no desenvolvimento de projetos, tecnologias e demais aspectos que influenciam diretamente na riqueza intelectual e de serviços da empresa.

Os squads de projetos vem encontrando cada vez mais lugar entre as startups brasileiras, que são os tipos de empresas que mais tiram vantagem da união entre os trabalhadores dos mais variados setores, impactando diretamente a produtividade de cada contribuinte. 

Mas como são organizados os squads de projetos? Quais são os benefícios práticos na adoção deste framework? Foi pensando em responder essas perguntas que nós da Qualyvist preparamos o texto abaixo, explorando um pouco da história da metodologia, suas aplicabilidades e benefícios para as mais variadas empresas e seus respectivos gestores(as).

Boa leitura!

A origem da metodologia SQUAD

Ao contrário de outras metodologia mais tradicionais — como a Kanban — adotadas nos mais diversos setores do mercado internacional, a metodologia SQUAD é extremamente recente, tendo sido elaborada no começo dos anos 2010 pela equipe do Spotify, nos EUA.

A dor da equipe começou a ser sentida quando os membros perceberam que a hierarquia convencional da metodologia Scrum vinha comprometendo a agilidade e autonomia das equipes, que por consequência resultava em um maior desperdício de mão de obra, horas de trabalho e da saúde mental dos próprios funcionários.

Neste aspecto, assemelha-se muito com métodos de gestão humanizada, que colocam a produtividade e saúde dos trabalhadores como paralelas nos processos da empresa.

Assim, foram realizadas mudanças estruturais e metodológicas na organização das equipes, em especial no gerenciamento de cada uma e na determinação e cumprimento dos objetivos estipulados.

Como se organizam os squads de projetos?

Cada Squad é composto por um número específico de trabalhadores, cada um deles de uma área específica da empresa, com seus conhecimentos e habilidades únicas, para que cada Squad seja o mais heterogêneo e autônomo possível.

Então, por exemplo, a sua empresa está montando um Squad responsável pela elaboração de relatórios de inspeção de uma filial da empresa, a fim de verificar o cumprimento de conformidades dentro das operações da empresa, é possível fazê-lo.

Quanto a relação de liderança dentro dos squads, é elegido um líder de cada equipe, mas que não terá um poder concentrado de um chefe, já que isso iria contra a organização horizontalizada entre os membros e comprometeria a atuação autônoma do squad como um todo.

Dentro dos squads de projetos, é possível haver uma divisão adicional, com a existência dos chapters e das tribes

Os chapters (termo em inglês que pode ser traduzido para “grupo” ou “divisão”) são grupos de colaboradores oriundos de uma mesma área, mas que ocupam cargos distintos. Este tipo de divisão é criada com foco em criar soluções específicas para a área de que os membros fazem parte, como por exemplo os desenvolvedores de software.

Já as tribes (“tribos”, no português) são conjuntos de Squads que trabalham para criar um projeto em sua totalidade, através de uma estratégia de comunicação dinâmica e frequentes reuniões de pauta.

Quais os benefícios de adotar este framework?

Assim como todo o framework, isto é, um modelo de metodologia, existem aspectos dos Squads que acabarão não sendo tão interessantes para a sua empresa, pelo menos não no momento atual. 

Isto porque os frameworks como o SQUAD, Kanban e Meta SMART são elaborados para atender necessidades gerais e específicas de diversos tipos de empresa, e sempre contam com o bom julgamento dos gestores(as) para que gerem os efeitos desejados.

Mas caso você, gestor(a), analise cada ponto estratégico dos squads de projetos, leve essa metodologia para seus colegas, e juntos decidam que a equipe está de fato pronta para esta nova etapa, listamos abaixo alguns benefícios que este modelo poderá trazer:

Maior agilidade

Como já mencionamos acima, os squads de projetos tem um contato muito mais íntimo e dinamizado quando trabalham sob a organização desse framework, o que diminui o risco de atrasos na entrega de projetos, dinamiza a organização de agendas e oferece um foco maior para todos os membros da equipe.

Produtividade e proatividade

Com a maior autonomia concedida a cada “esquadrão”, que implica em um alto nível de responsabilidade de cada trabalhador, será possível observar um salto estelar na produtividade individual e coletiva, uma vez que estimula uma postura de autogerenciamento que, apesar de arriscada, é inestimável quando gera frutos.

Equipe engajada e mais unida

Dois pontos que acentuam as dificuldades de engajamento dos contribuintes são as seguintes: a falta de resultados concretos e palpáveis de seus esforços, e o distanciamento que cada membro sente em relação aos demais colegas.

Com a aplicação dos squads de projetos, a participação constante de todos os membros da equipe em todas as etapas do projeto é uma excelente forma de mantê-los engajados, pois todos os dias irão ver os diferentes aspectos do projeto ganhando vida própria, sabendo que seu trabalho está valendo a pena — e muito!

E naturalmente haverá um espírito de equipe indomável que surgirá deste esforço conjunto, nutrindo uma maior intimidade entre os membros mais distantes da equipe, que é mais uma forma de integrar a empresa como um todo.

Aumento da perspectiva de capacitação

O contato humano que mencionamos acima surte um efeito individual também, já que ao acompanharem as funções desempenhadas por cada um de seus colegas, os contribuintes terão uma visão muito mais ampla e clara do que está em jogo em uma gestão de ativos

É também inevitável que a capacitação dos trabalhadores aumente de forma expressiva, uma vez que entraram em contato com técnicas, estratégias e competências de outras áreas, resultando em profissionais muito melhor treinados e com um repertório de aptidões muito maior.

Para que as equipes possam solucionar problemas dentro de seus projetos, primeiro é preciso identificá-los. E com o Qualyvist, realizar relatórios de inspeção nunca foi tão fácil! Entre no nosso site e conheça as soluções do nosso software e não deixe de seguir nossos perfis no Instagram, Facebook e LinkedIn!

Confira outros
conteúdos

Receba nossas novidades
em seu e-mail

    Qualyvist © 2022 - Todos os direitos reservados
    Desenvolvido por WEBi